Procurador chileno vem ao Brasil para colher informação sobre OAS

A OAS é investigada em Santiago por suposto financiamento de campanhas eleitorais, informou a instituição nesta segunda-feira (13)

Uma delegação do Ministério Público chileno se reunirá na sexta-feira (17) com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para um intercâmbio de informação sobre a construtora OAS, investigada em Santiago por suposto financiamento de campanhas eleitorais, informou a instituição nesta segunda-feira (13).

O procurador chileno Jorge Abott se reunirá com Janot "a fim de ativar mecanismos de cooperação em torno da investigação sobre corrupção internacional conhecida como Lava Jato e que no Chile tem como aresta o caso OAS, sobre financiamento irregular de campanhas políticas", aponta a mensagem divulgada pelo MP em Santiago.

Abott virá ao Brasil acompanhada pela procuradora Ximena Chong, encarregada no Chile de investigar a possível relação entre a OAS e o ex-candidato presidencial Marco Enríquez-Ominami, que durante sua campanha para as eleições nacionais de 2013 teria utilizado um avião privado da empresa para viajar dentro do Chile.

Veja também

Julgamento de impeachment de Trump começará na semana de 8 de fevereiro
Impeachment

Julgamento de impeachment de Trump começará na semana de 8 de fevereiro

Máscaras de tecido continuam sendo eficazes contra a covid-19, diz OMS
Prevenção

Máscaras de tecido continuam sendo eficazes contra a covid-19, diz OMS