Procurador pede 'esforço maior' na investigação a Macri por Panama Papers

Os Macri são investigados desde que estourou em 2016 o escândalo dos 'Panama Papers', que envolve dezenas de personalidades da política

Mauricio MacriMauricio Macri - Foto: Stephanie Keith/Getty Images North America/AF

A investigação ao presidente argentino Mauricio Macri e a seu pai, o magnata Franco Macri, deve ser aprofundada por razões de Estado, argumentou nesta quarta-feira um procurador em um pedido ao juiz do caso, segundo fontes judiciais. "Embora todas os casos devam ser resolvidos em um tempo razoável, a transcendência institucional deste requer um esforço maior. Envolvem o senhor presidente da nação", disse o procurador Federico Delgado em um texto apresentado ao juiz Sebastián Casanello.

Os Macri são investigados desde que estourou em 2016 o escândalo dos 'Panama Papers', que envolve dezenas de personalidades da política e de outros âmbitos em todo o mundo, com contas 'offshore' ocultas em paraísos fiscais.

O procurador mencionou explicitamente que se deve investigar as manobras de "lavagem de dinheiro". Mauricio Macri figura como executivo e diretor de empresas de seu pai no Panamá e nas Bahamas.

Veja também

Grávida, Meghan Markle não acompanhará Harry ao funeral do príncipe Philip
Realeza

Grávida, Meghan Markle não acompanhará Harry ao funeral do príncipe Philip

Ao menos 7 mortos em terremoto na Indonésia
Ásia

Ao menos 7 mortos em terremoto na Indonésia