Mundo

Procuradoria da Colômbia concede primeiras anistias a membros das Farc

Dos anistiados, três são de Neiva, no departamento de Huila (oeste), e um de Paz de Ariporo, em Casanare (leste)

Acordo de paz foi selado entre a guerrilha e o governo do presidente Juan Manuel Santos (E)Acordo de paz foi selado entre a guerrilha e o governo do presidente Juan Manuel Santos (E) - Foto: Presidência Colombiana/AFP

A Procuradoria da Colômbia anunciou nesta segunda-feira (27) que outorgou as primeiras quatro anistias a membros das Farc, dentro da aplicação do acordo de paz selado entre a guerrilha e o governo.

Em nota, o órgão informou ter recebido 98 pedidos de anistia como resultado do processo de paz. Dos anistiados, três são de Neiva, no departamento de Huila (oeste), e um de Paz de Ariporo, em Casanare (leste).

Pelo pacto, só os guerrilheiros que não cometeram crimes graves, como homicídio, estupro e sequestro, ou contra a humanidade podem ter os delitos perdoados. Os demais passarão por um tribunal especial para a paz.

Outros 72 pedidos de liberdade condicional de militantes que já haviam sido condenados por associação com as Farc e cumpriam pena começaram a ser avaliados pelos procuradores colombianos.

A decisão sobre estes pedidos devem ser anunciadas nos próximos dias pelo Tribunal Superior de Bogotá. Neste caso, eles terão que assinar um termo de compromisso para se submeter livremente à corte especial.

Veja também

Dia de horror: o que se sabe até agora sobre massacre no Texas
Ataque

Dia de horror: o que se sabe até agora sobre massacre no Texas

Mais de 200 casos confirmados de varíola do macaco no mundo, segundo agência europeia
Internacional

Mais de 200 casos confirmados de varíola do macaco no mundo