Programa cubano tem bons resultados na luta contra a esclerose múltipla

Doença compromete partes do sistema nervoso, resultando em problemas físicos, mentais e às vezes psiquiátricos

A esclerose múltipla é uma doença que ataca o sistema nervosoA esclerose múltipla é uma doença que ataca o sistema nervoso - Foto: Reprodução

Um programa cubano para tratar a esclerose múltipla, uma doença que ataca o sistema nervoso, tem tido bons resultados, disseram especialistas na quinta-feira (2). A informação é da Agência Xinhua.

O programa utiliza um procedimento único, projetado em Cuba para combater a doença na província central de Sancti Spíritus, e agora será estendido a outros centros de saúde cubanos.

Segundo o portal de notícias Cuba Si, Rodneys Jimenez, o principal pesquisador do projeto, explicou que o tratamento tem como público pacientes em estágios avançados de esclerose múltipla de deterioração adicional.

Procura-se abordar o tratamento de forma holística, considerando as funções motoras do paciente, o estado emocional e habilidades manuais para proporcionar melhor qualidade de vida.

A esclerose múltipla muitas vezes interrompe a capacidade de partes do sistema nervoso de se comunicar, resultando em problemas físicos, mentais e às vezes psiquiátricos.

Esta doença não tem cura e é mais comum em pessoas com idade entre 20 e 40 anos. O único tratamento atualmente é controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump