Protecionismo dos EUA pode afetar comércio global, diz presidente português

Afirmação de Sousa ocorreu num discurso sobre o contexto europeu e internacional

Adriana Rocha (REDE), candidata ao SenadoAdriana Rocha (REDE), candidata ao Senado - Foto: Raquel Elblaus/Divulgação

O presidente português Marcelo Rebelo de Sousa considerou, nesta quarta-feira (23),  que há "sinais de algum isolacionismo econômico, ou, pelo menos, de algum protecionismo" da futura administração dos Estados Unidos, que pode afetar o comércio global. As informações são da Agência Lusa.

A afirmação de Sousa ocorreu num discurso sobre o contexto europeu e internacional, proferido na abertura da conferência "Que direção para Portugal e a Europa?", promovida pelo Jornal de Negócios, em Lisboa.

"É muito difícil ter posições muito claras relativamente à nova administração norte-americana. Os primeiros sinais são de algum isolacionismo econômico, ou pelo menos de algum protecionismo econômico", declarou o chefe de Estado luso, embora ressalvando que "é cedo para os afirmar".

Segundo o presidente de Porugal, "isso terá consequências no comércio internacional, terá consequências na posição de outras economias dessa área [Europa] e para além dessa área", advertiu.

Sousa disse que deseja que os EUA "continuem atentos ao mundo, empenhados na paz, no desenvolvimento, no comércio", e "compreendam a importância da União Europeia como um aliado fundamental, nalguns aspetos insubstituível. E que o seu relacionamento privilegiado com o Reino Unido não signifique menor atenção à União Europeia".

Sobre a União Europeia, o presidente considerou que vem aí um ano "muito complexo", com referendos e eleições em "várias das economias fundadoras das comunidades europeias", que "não são irrelevantes". Ele mencionou os casos da Itália, dos Países Baixos, da França e da Alemanha.

"E teremos depois esse desafio longo, duradouro e complexo que se chama negociações com o Reino Unido", assinalou.

Veja também

Senador republicano acusa Trump de 'corrupção histórica' após indulto a ex-assessor
Interferência

Senador republicano acusa Trump de 'corrupção histórica' após indulto a ex-assessor

Partidos pró-democracia de Hong Kong celebram primárias
Notícias

Partidos pró-democracia de Hong Kong celebram primárias