Mundo

Putin anuncia a assinatura de cessar-fogo na Síria

Conflito entre as forças do governo e a oposição armada deve ser interrompido nesta quinta-feira

Deputado Eduardo da Fonte (PP)Deputado Eduardo da Fonte (PP) - Foto: Divulgação

O presidente russo Vladimir Putin anunciou nesta quinta-feira (29) um acordo de cessar-fogo entre o regime e a oposição armada na Síria, país mergulhado num sangrento conflito desde 2011.

"Foram assinados três documentos: o primeiro é entre o governo sírio e a oposição armada sobre o cessar-fogo para o conjunto do território sírio", declarou Putin, acrescentando que os outros se referem a negociações de paz.

As forças armadas do regime de Bashar al-Assad também anunciaram um "cessar total das operações militares" a partir da meia-noite desta quinta, de acordo com um comunicado publicado pela agência oficial Sana.

A coalizão da oposição síria (CNS), a principal formação da oposição no exílio, igualmente anunciou que apoiará o acordo de cessar-fogo.

"A coalizão nacional dá seu apoio ao acordo e pede a todas as partes que se submetam a ele", afirma um comunicado.

O cessar-fogo, no entanto, exclui os integrantes do grupo Estado Islâmico (EI) e os do Fateh al Sham (ex-Frente al Nusra, facção síria da Al-Qaiea), segundo o texto.

Putin também anunciou uma redução da presença militar russa na Síria.

A Rússia participa de uma campanha de ataques aéreos em apoio ao governo de Damasco desde setembro de 2015.

"Estou de acordo com a proposta do ministério da Defesa sobre uma redução de nossa presença militar na Síria", indicou Putin durante um encontro televisado com seus ministros da Defesa e Relações Exteriores. "Mas vamos continuar com certeza nossa luta contra o terrorismo internacional", acrescentou.

Veja também

Dia de horror: o que se sabe até agora sobre massacre no Texas
Ataque

Dia de horror: o que se sabe até agora sobre massacre no Texas

Mais de 200 casos confirmados de varíola do macaco no mundo, segundo agência europeia
Internacional

Mais de 200 casos confirmados de varíola do macaco no mundo