Putin e russos mergulham nas águas glaciais na Epifania Ortodoxa

Segundo a tradição ortodoxa, deve-se mergulhar três vezes na água, em nome do pai, do Filho e do Espírito Santo

Fiel ortodoxo mergulha nas águas geladasFiel ortodoxo mergulha nas águas geladas - Foto: Sergei Supinsky / AFP

Vários russos, incluindo seu presidente, Vladimir Putin, banharam-se nas águas geladas de rios e lagos na quinta-feira (18), enfrentando temperaturas glaciais que obrigaram as autoridades a anular em alguns lugares esse ritual tradicional da Epifania ortodoxa.

Cercado de papas e de ícones religiosos, Putin mergulhou com o torso nu nas geladas águas do lago Seliguer, ao noroeste de Moscou, enquanto o termômetro marcava -5°C. Segundo a tradição ortodoxa, deve-se mergulhar três vezes na água, em nome do pai, do Filho e do Espírito Santo.

Leia também:
Putin agradece a Trump por alerta da CIA que frustrou atentado na Rússia
Putin garante que Rússia não boicotará Jogos de Inverno

Muitos de seus compatriotas fizeram o mesmo, banhando-se apesar das temperaturas de até -40°C no Extremo-Oriente russo, relataram as autoridades, sem divulgar estimativas de quantos fizeram o ritual este ano. Em 2017, mais de dois milhões de russos participaram dessa festa religiosa celebrada todo o ano na noite de 18 de janeiro.

Em Norilsk, no Grande Norte, o termômetro caiu a -50°C, com neve e vento. Nessas condições, as autoridades locais preferiram anular o ritual e desaconselharam os banhos por "medida de segurança", informou a agência russa de notícias RIA Novosti. Na Ucrânia e em Belarus, países de maioria ortodoxa, a Epifania contou com vários participantes, noticiaram os jornais locais.

Veja também

Dupla explosão deixa seis feridos em fábrica de fogos de artifício na China
China

Dupla explosão deixa seis feridos em fábrica de fogos de artifício na China

Ações do Twitter disparam com projeto de assinatura
tecnologia

Ações do Twitter disparam com projeto de assinatura