Putin quer o fim da "intimidação" da Coreia do Norte e defende solução pacífica

"Nós somos contra e consideramos (o disparo) contraproducente, prejudicial e perigosos", afirmou Putin

Presidente russo Vladimir Putin Presidente russo Vladimir Putin  - Foto: Nooa fissheries/AFP

O presidente russo Vladimir Putin chamou nesta segunda-feira de "contraproducente e perigoso" o lançamento de um novo míssil norte-coreano, mas também pediu que fim da intimidação à Coreia do Norte e defendeu uma solução pacífica.

"Somos categoricamente contra a ampliação do clube de potências nucleares, inclusive em benefício da Coreia do Norte (...) Nós somos contra e consideramos (o disparo) contraproducente, prejudicial e perigosos", afirmou Putin em uma entrevista coletiva em Pequim.

Mas "temos que parar de intimidar a Coreia do Norte e encontrar uma solução pacífica para resolver este problema", insistiu.

Veja também

EUA supera as 400.000 mortes pela Covid-19
Pandemia

EUA supera as 400.000 mortes pela Covid-19

Um Biden emocionado vai para Washington na véspera da posse
EUA

Um Biden emocionado vai para Washington na véspera da posse