Robert De Niro, deprimido, apoia protestos contra Trump

"Só temos que esperar para ver o que acontece e observar de perto o novo governo", acrescentou.

Edilson SilvaEdilson Silva - Foto: Sabrina Nóbrega/Alepe

O ator Robert De Niro declarou estar muito deprimido com a vitória de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos e manifestou seu apoio às manifestações contra o magnata.

"Como estou? Muito deprimido", afirmou o astro de Hollywood, durante a estreia de seu filme "The Comedian" na noite de sexta-feira, em Los Angeles.

"Só temos que esperar para ver o que acontece e observar de perto o novo governo", acrescentou.

Indagado se apoiava os protestos contra Trump em todo o país, De Niro foi taxativo: "Sim, com certeza. As coisas não saíram bem".

De Niro, de 73 anos, não ocultou durante a campanha sua antipatia por Trump, a quem chamou de "vândalo", "porco" e "idiota" em um vídeo que viralizou nas redes sociais.

"Gostaria de dar um soco na cara dele", disse ainda. Mas, no dia seguinte à vitória do magnata, o ator admitiu que já não pode fazer isso.

"Agora ele é presidente, tenho que respeitar sua posição", concluiu.

Veja também

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro
Covid-19

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro

Alasca tem alerta de tsunami após forte terremoto
Magnitude de 7,5

Alasca tem alerta de tsunami após forte terremoto