Rússia não expulsará ninguém em resposta às sanções dos EUA

Putin disse, no entanto, que Rússia se reserva o direito de tomar medidas de represália

De acordo com o presidente estadual do PSOL, Severino Alves, o partido tem como meta dobrar a sua participação nos pleitos majoritários e proporcionais do próximo ano. De acordo com o presidente estadual do PSOL, Severino Alves, o partido tem como meta dobrar a sua participação nos pleitos majoritários e proporcionais do próximo ano.  - Foto: Divulgação

A Rússia não pretende expulsar ninguém em represália às sanções americanas tomadas contra Moscou, sob acusação de ingerência eleitoral, declarou nesta sexta-feira (30) o presidente russo Vladimir Putin.

Leia mais: Rússia pode expulsar diplomatas americanos em resposta às sanções

"Não vamos expulsar ninguém", assegurou Putin, depois que seu chefe da diplomacia sugeriu expulsar 35 diplomatas americanos.

"A Rússia se reserva, no entanto, o direito de tomar medidas de represália e restaurará as relações bilaterais em vista da política do presidente eleito Donald Trump", acrescentou.

Veja também

Em uma semana, mortes por Covid-19 aumentam em 8% e 6% de novos casos
Coronavirus

Em uma semana, mortes por Covid-19 aumentam em 8% e 6% de novos casos

Itália anuncia reabertura gradual a partir do final de abril
Pandemia

Itália anuncia reabertura gradual a partir do final de abril