Rússia posiciona sistemas de defesa antiaérea S-300 em Tartus, na Síria

Com com estes dois sistemas, os russos garantem uma defesa aérea em seus dois redutos no país árabe

John PizzarelliJohn Pizzarelli - Foto: Divulgação / Jacob Blickenstaff

A Rússia posicionou sistemas de defesa antiaérea S-300 em Tartus, cidade costeira do noroeste da Síria, onde já possui instalações portuárias militares, anunciou o ministério da Defesa russo.

"Efetivamente, sistemas de defesa antiaérea S-300 foram mobilizados na República Árabe da Síria", declarou em um comunicado o porta-voz do ministério, Igor Konashenkov.

Estes sistemas completam o dispositivo de defesa posicionado na base aérea de Hmeimim, província de Latakia, em novembro de 2015, com os S-400 de última geração.

A Rússia garante, com estes dois sistemas, uma defesa aérea em seus dois redutos na Síria, o porto de Tartus e a base aérea de Hmeimim, onde a aviação russa possui dezenas de bombardeiros, caças e helicópteros.

"Recordamos que o S-300 é um sistema apenas defensivo e não uma ameaça para ninguém", acrescentou.

Estas baterias S-300 permitem responder à ameaça de mísseis lançados a partir do Mediterrâneo.

Veja também

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT
mercosul

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT

Usar máscara poderia evitar 130.000 mortes nos EUA, aponta estudo
Coronavírus

Usar máscara poderia evitar 130.000 mortes nos EUA, aponta estudo