Secretário-geral da ONU pede ações de combate a mudanças climáticas

Guterres disse que mais de 70 países e 100 cidades se comprometeram a reduzir as emissões de dióxido de carbono para um volume próximo a zero até 2050

Secretário-geral das Nações Unidas, Antonio GuterresSecretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres - Foto: ONU/Reprodução vídeo

Em artigo publicado nos principais veículos de mídia do mundo, o secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres pediu aos países-membros da instituição esforços para combater as mudanças climáticas.

Mais de 250 jornais e revistas publicaram a declaração de Guterres nessa quinta-feira (3), entre eles o The Guardian, do Reino Unido, Le Monde, da França, e o jornal semanal The Nation, dos Estados Unidos.

Leia também:
ONU aprova resolução sobre direitos humanos na Venezuela
EUA e China irão retomar negociações comerciais

Guterres disse que mais de 70 países e 100 cidades se comprometeram a reduzir as emissões de dióxido de carbono para um volume próximo a zero até 2050, na cúpula de ações climáticas de setembro, realizada na Assembleia Geral das Nações Unidas. Acrescentou que muitos países ainda são vistos como dependentes do carvão.

Para Guterres, aqueles que negam o aquecimento global e os maiores emissores de dióxido de carbono não têm como se esconder. Ele manifestou o compromisso de fazer com que esses países negativos em relação a mudanças climáticas tomem medidas.

Guterres afirmou que "os jovens, as Nações Unidas e um número crescente de líderes empresariais, governos e sociedade civil estão se movendo e agindo". Contudo, enfatizou que muitos ainda precisam adotar medidas. "Temos um longo caminho a percorrer, e o movimento já começou".

Veja também

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte
internacional

Trump indica Amy Coney Barrett para Suprema Corte

Mustapha Adib, terceiro primeiro-ministro a jogar a toalha em um Líbano em crise
Líbano

Mustapha Adib, terceiro primeiro-ministro a jogar a toalha em um Líbano em crise