Sede da ONG Save the Children é atacada no leste do Afeganistão

Porta-voz do governo informou que, até agora, 11 feridos foram retirados do local e levados para o hospital

Homem afegão corre para salvar duas criançasHomem afegão corre para salvar duas crianças - Foto: Noorullah Shirzada / AFP

Um grupo de terroristas suicidas fez hoje (24) um ataque contra a sede da organização não governamental (ONG) Save the Children, em Jalalabad, capital da província de Nangarhar, no Afeganistão, deixando pelo menos 11 feridos, de acordo com uma fonte do governo local. "Até agora, 11 feridos foram retirados do local do ataque e levados para o hospital", disse à Agência EFE Attaullah Khogyanai, porta-voz do governador da província.

O ataque começou às 9h10 (horário local, 2h40 de Brasília), quando um homem-bomba detonou os explosivos que levava na entrada do edifício, dando passagem para um número ainda não confirmado de terroristas que começaram a disparar. De acordo com as primeiras informações, vários veículos estacionados em frente à sede da ONG foram atingidos e ficaram em chamas.

Leia também:
Ataque suicida durante enterro deixa 12 mortos no Afeganistão
Meninos de até 19 anos morrem mais no Brasil do que no Afeganistão


A porta-voz da Save the Children no Afeganistão, Mariam At disse à EFE que a organização ainda não pode dar informações, por enquanto, sobre o que está acontecendo. "Uma vez que a gente consiga todas as informações, elas serão compartilhadas", afirmou.

Os grupos insurgentes armados e as organizações criminais têm habitualmente entre seus alvos as ONGs no Afeganistão, onde a situação de segurança se deteriorou de maneira considerável nos últimos dois anos.

Em outubro do ano passado, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha anunciou a redução "drástica" das operações no país, após vários ataques às suas instalações e a morte de sete dos seus funcionários em ataques armados em nove meses.

Nangarhar, província que faz fronteira com o Paquistão, é uma das áreas mais inseguras do Afeganistão. Nela operam os talibãs e o Estado Islâmico, que tem na região seu principal reduto no país asiático, e sua capital é habitual palco de ataques terroristas contra alvos civis.

Veja também

Senador republicano acusa Trump de 'corrupção histórica' após indulto a ex-assessor
Interferência

Senador republicano acusa Trump de 'corrupção histórica' após indulto a ex-assessor

Partidos pró-democracia de Hong Kong celebram primárias
Notícias

Partidos pró-democracia de Hong Kong celebram primárias