Senado convoca filho de Trump para depor sobre suposto elo com Rússia

Audiência é parte da investigação sobre uma possível influência estrangeira na eleição presidencial de 2016

Filho do presidente dos EUA, Donald Trump Jr.Filho do presidente dos EUA, Donald Trump Jr. - Foto: JOHN MOORE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

O Comitê de Justiça do Senado americano anunciou nesta quarta-feira (19) que convocou Donald Trump Jr. e o ex-chefe de campanha do presidente Trump, Paul Manafort, para depor no próximo dia 26.

A audiência é parte da investigação sobre uma possível influência estrangeira na eleição presidencial de 2016, e ocorre em meio à turbulência desencadeada pela revelação de que o filho mais velho de Trump se reuniu com uma advogada ligada ao governo russo durante a campanha do ano passado.

Leia mais
Senado do Chile aprova descriminalização do aborto


Natalia Veselnitskaia se reuniu em junho de 2016 com Trump Jr. em um encontro arranjado por um intermediário de contatos russos que havia prometido oferecer informações comprometedoras sobre a presidenciável democrata Hillary Clinton "como parte dos esforços do governo russo para ajudar Trump".

O encontro é o primeiro que se tem notícia de membros do alto escalão da campanha de Trump com russos. Após o "New York Times" noticiar a ocorrência da reunião, Trump Jr. defendeu-se afirmando que Veselnitskaia não cumpriu a promessa de entregar informações sobre Hillary. Ela, que havia sido apresentada ao filho do republicano como "advogada do governo russo", nega trabalhar para o Kremlin.

Além do Congresso, o FBI (polícia federal americana) também investiga os indícios de conluio entre a equipe de campanha de Trump e a Rússia na eleição. A Casa Branca e o Kremlin negam as acusações.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump