Separatistas iemenitas cercam o palácio presidencial em Aden

O presidente iemenita Abd Rabbo Mansur Hadi está refugiado na Arábia Saudita, mas seu primeiro-ministro Ahmed ben Dagher e integrantes moravam no palácio presidencial de Aden

Combatentes de grupo separatista do sul do Iêmen se agrupam na cidade de AdenCombatentes de grupo separatista do sul do Iêmen se agrupam na cidade de Aden - Foto: Saleh Al-Obeidi / AFP

Combatentes separatistas do sul do Iêmen cercaram nesta terça-feira (30) o palácio presidencial em Aden, a segunda cidade mais importante do país, após três dias de confrontos com as forças governamentais, que perderam posições, informou à AFP uma fonte militar.

O presidente iemenita Abd Rabbo Mansur Hadi está refugiado na Arábia Saudita, mas seu primeiro-ministro Ahmed ben Dagher e integrantes moravam no palácio presidencial de Aden. "Os separatistas cercaram o palácio e agora controlam a entrada principal", disse a fonte, um oficial do exército iemenita. "As pessoas que estão dentro do palácio se encontram oficiosamente em prisão domiciliar". Horas antes, a coalizão liderada pela Arábia Saudita pediu um cessar-fogo imediato na cidade de Aden.

Leia também:
ONU pede fim de ataques indiscriminados contra civis no Iêmen
Ataque aéreo deixa 12 mortos e 80 feridos no Iêmen

Veja também

Acordo México-EUA ressuscita política migratória da era TrumpEUA e México

Acordo México-EUA ressuscita política migratória da era Trump

Odebrecht: Filho de ex-presidente do Panamá se declara culpado de lavagem de dinheiroPanamá

Odebrecht: Filho de ex-presidente do Panamá se declara culpado de lavagem de dinheiro