Sobe para 33 número de mortos em mina na China

Mineiros estavam desaparecidos após a explosão, que aconteceu na última segunda-feira

Evento oferece 300 vagas de emprego neste sábado (2)Evento oferece 300 vagas de emprego neste sábado (2) - Foto: Reprodução/Internet

Os 33 mineiros que estavam desaparecidos após a explosão na segunda-feira (31) de uma mina de carvão em Shizuishan, na região autônoma de Ningxia Hui, foram encontrados mortos, indicou nesta quarta-feira (2) a imprensa oficial.

Os últimos 15 corpos foram recuperados nas primeiras horas da manhã, de acordo com a agência de notícias Xinhua. Apenas dois trabalhadores escaparam com vida do acidente. As investigações apontam que a mina produzia em excesso, estava mal ventilada e não dispunha de equipamento suficidente, segundo Xinhua.

A China é o primeiro produtor mundial de carvão e os acidentes fatais no setor são frequentes. Em março, 19 pessoas morreram em um acidente na província de Shanxi (norte).

As autoridades afirmam que o número de mineiros mortos por ano no país reduziu consideravelmente nos últimos dez anos, passando para menos de 1.000 por ano. As normas de segurança são ignoradas para reduzir os custos, às vezes com a ajuda de funcionários corruptos locais.

Veja também

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT
mercosul

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT

Usar máscara poderia evitar 130.000 mortes nos EUA, aponta estudo
Coronavírus

Usar máscara poderia evitar 130.000 mortes nos EUA, aponta estudo