Sobe para 90 número de mortos após forte terremoto no sul do México

As autoridades dos Estados de Oaxaca e Chiapas, dois dos mais afetados pelo tremor de magnitude 8,1, afirmaram que milhares de casas e centenas de escolas foram danificadas ou destruídas

México após forte terremotoMéxico após forte terremoto - Foto: AFP

Subiu para 90 o número de mortos provocados pelo terremoto que atingiu o sul do México na noite de quinta-feira (7), o maior em cem anos.

As autoridades dos Estados de Oaxaca e Chiapas, dois dos mais afetados pelo tremor de magnitude 8,1, afirmaram que milhares de casas e centenas de escolas foram danificadas ou destruídas. Centenas de milhares de pessoas estão sem fornecimento de água.

O governador de Oaxaca, Alejandro Murat, afirmou neste domingo que 71 pessoas morreram no Estado -outras 19 mortos foram registrados em Chiapas e no Estado vizinho de Tabasco.

Em uma das cidades mais destruídas pelo terremoto, Juchitán, muitas pessoas continuam dormindo do lado de fora das casas, enquanto réplicas do tremor eram sentidas na manhã neste domingo (10). Ao todo, foram mais de 800, segundo o Serviço Geológico dos EUA. Mais de 5.000 casas foram destruídas na cidade.

O principal hospital da cidade foi destruído, e pacientes tiveram de ser realocados em um ginásio.

A locomoção é dificultada pelo fato de esses Estados estarem localizados em regiões montanhosas e serem os mais pobres do país.

Veja também

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano
EUA

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia
EUA

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia