Temer transmite presidência do Brasil na CPLP para Cabo Verde

Metas para o próximo período da CPLP e os trabalhos concluídos estão sintetizados na Declaração de Santa Maria, com 21 páginas, assinada por Temer e pelos demais presidentes dos demais países-membros da comunidade, na Ilha do Sol, em Cabo Verde.

Michel Temer e o presidente de Cabo Verde, José Carlos FonsecaMichel Temer e o presidente de Cabo Verde, José Carlos Fonseca - Foto: Reprodução/ Twitter (@micheltemer)

O presidente Michel Temer transmitiu nesta quarta-feira (18) a presidência do Brasil na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) ao presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos de Almeida Fonseca. O mandato é de dois anos e cobrirá o período de 2018 a 2020. O tema em discussão será “As Pessoas. A Cultura. Os Oceanos”.

Temer e os demais presidentes e primeiros-ministros dos países-membros da CPLP ressaltaram que o tema tem associação total com o que foi discutido durante a gestão brasileira – “A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável” – no que se refere ao uso adequado e de acordo com a preservação ambiental dos oceanos e recursos marinhos.

As metas para o próximo período da CPLP e os trabalhos concluídos estão sintetizados na Declaração de Santa Maria, com 21 páginas, assinada por Temer e pelos demais presidentes dos demais países-membros da comunidade, na Ilha do Sol, em Cabo Verde.

Leia também:
Temer participa de conferência dos países de língua portuguesa

Durante 12ª Conferência de chefes de Estado e de governo da CPLP, os presidentes assinaram quatro declarações: sobre pessoas e mobilidade, língua portuguesa, cultura e indústria criativa e mares e oceanos. Foram assinados também resoluções sobre o Plano de Ação de Díli e medidas relativas à sustentabilidade.

No encerramento da conferência, os presidentes e primeiros-ministros comemoraram a eleição da deputada federal brasileira Mara Gabrilli (PSDB-SP) para o Comitê sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (CDPD) na Organização das Nações Unidas (ONU), com mandato de 2019 a 2022, e do português António Vitorino para o cargo de diretor-geral da Organização Internacional das Migrações (OIM), também nas Nações Unidas.

Mandela

Ao assinar nesta quarta-feira a Declaração de Santa Maria, Temer e os presidentes e primeiros-ministros homenagearam o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, que comemoraria hoje 100 anos. Eles ressaltaram o legado político de Mandela e sua dedicação à defesa dos direitos humanos, da igualdade e da liberdade. A homenagem está na Declaração de Santa Maria, assinada durante a 12ª Conferência de chefes de Estado e de governo da CPLP.

Comunidade
Criada em 1996, a CPLP é integrada por nove países: Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Além dos países-membros, também há países associados que não têm o português como língua principal, mas mantêm assento no fórum para discutir os projetos de desenvolvimento e cooperação. São associados: Mauricio, Senegal, Geórgia, Japão, Namíbia, Turquia, Eslováquia, Hungria, República Checa e Uruguai, e mais nove países serão aprovados para a comunidade.

Veja também

Variante britânica do coronavírus aponta para maior mortalidade, diz Boris Johnson
Coronavírus

Variante britânica do coronavírus aponta para maior mortalidade, diz Boris Johnson

Semelhança entre figurino de Kamala Harris e Lisa da série 'Os Simpsons' chama a atenção
Televisão

Semelhança entre figurino de Kamala Harris e Lisa da série 'Os Simpsons' chama a atenção