Tempestade Amanda deixa mortos em El Salvador, Guatemala e Honduras

Estradas e casas foram inundadas e houve quedas de energia e interrupção do fornecimento de água em alguns locais

Inundação provocada pela tempestade Amanda, na Guatemala Inundação provocada pela tempestade Amanda, na Guatemala  - Foto: Johan Ordonez/AFP

A tempestade tropical Amanda deixou 22 mortos ao passar por El Salvador, Guatemala e Honduras no último final de semana, de acordo com os últimos balanços divulgados nesta terça-feira (2) por esses países, que permanecem em alerta para as chuvas causadas pela tempestade tropical Cristóbal, no Golfo do México.

Em El Salvador, país mais impactado, o número de mortos subiu de 15 para 16, e as autoridades instaram a população a ficar em suas casas para evitar acidentes em estradas inundadas e expostas a deslizamentos de terra.

Amanda deixou estradas e casas inundadas e destruídas e provocou quedas de energia e água potável nos três países. Em Honduras, a Comissão Permanente de Contingências (Copeco) indicou que quatro pessoas morreram devido às chuvas, o que também causou deslizamentos de terra e inundações em várias partes do país.

Leia também:
Tempestade tropical deixa 14 mortos em El Salvador
Guatemala proíbe entrada de pessoas de El Salvador


Na Guatemala, o Coordenador de Redução de Desastres manteve o número de mortos em dois mortos e dois feridos por fortes chuvas. O alerta no norte da América Central permanece após a tempestade tropical Cristóbal, o terceiro ciclone da temporada de furacões no Atlântico, formado no Golfo do México, informou o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC).

Veja também

América Latina e Caribe superam 40 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

América Latina e Caribe superam 40 milhões de casos de Covid-19

Nasa seleciona SpaceX para missão à lua de Júpiter
ESPAÇO

Nasa seleciona SpaceX para missão à lua de Júpiter