Terremoto na Sicília provoca deslocamento de pelo menos 600 pessoas

O conselho de governo da Sicília pretende decretar estado de calamidade enquanto as autoridades em Roma devem declarar estado de emergência

Terremoto na Sicília Terremoto na Sicília  - Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros da Catânia

O terremoto que atingiu o sul da Itália, na região da Sicília, mais precisamente na área da Catania, deixou pelo menos 600 pessoas deslocadas em seis municípios. Os deslocados foram encaminhados para colégios e academias públicas.

O conselho de governo da Sicília vai se reunir na quinta-feira (27), quando pretende decretar estado de calamidade enquanto as autoridades em Roma devem declarar estado de emergência. O ministro do Interior, Matteo Salvini, deve visitar as áreas atingidas na Catania.

Leia também:
Terremoto atinge áreas próximas do Vulcão Etna, no sul da Itália
Vulcão Etna entra em erupção na Itália e fecha aeroporto na Sicília


Especialistas afirmam que o terremoto foi provocado pela erupção do vulcão Etna. Os tremores afetaram 15 casas e algumas igrejas. Em Pennisi, a imagem de Santo Emílio veio abaixo. Ele é considerado o protetor das vítimas dos terremotos. Em Pennisi, as igrejas de Maria Santíssima de Carmelo e Matriz de Aci Sant'Antonio também foram atingidas pelos tremores, tendo suas fachadas danificadas.

Veja também

Charles não quer deixar filho de Harry se tornar príncipe, diz jornal
Família Real

Charles não quer deixar filho de Harry se tornar príncipe, diz jornal

EUA congelam negociações na área ambiental, e Brasil teme retaliação econômica
Mundo

EUA congelam negociações na área ambiental