Terremotos na China matam 12 e deixam mais de 130 feridos

Segundo a agência de notícia Reuters, um terremoto de magnitude 5.9 foi seguido, meia hora depois, de outro, de magnitude 5.2

Aproximadamente 13 pessoas morreram e mais de 130 ficaram feridasAproximadamente 13 pessoas morreram e mais de 130 ficaram feridas - Foto: STR / AFP

Ao menos 13 pessoas morreram e mais de 130 ficaram feridas em decorrência de atividades sísmicas que atingiram a província chinesa de Sichuan, no sudoeste do país, na noite de segunda-feira (17), ainda manhã no fuso horário de Brasília.

Segundo a agência de notícia Reuters, um terremoto de magnitude 5.9 foi seguido, meia hora depois, de outro, de magnitude 5.2. Os dois tiveram epicentros a cerca de dez quilômetros da superfície, próximo ao condado de Changning. Também foram relatados diversos tremores secundários.

Leia também:
Terremoto de 6,6 graus abala El Salvador e autoridades emitem alerta de tsunami
Terremoto no Peru deixa um morto e 26 feridos
Protesto contra extradição para China reúne 1 milhão de pessoas


Segundo o canal britânico BBC, mais de 4 mil pessoas tiveram que ser realocadas, pois suas casas foram destruídas ou danificadas. Algumas das principais estradas da região também foram danificadas. A região de Sichuan sofre regularmente com terremotos. Em 2008, um abalo de magnitude 7.9 a 80 quilômetros ao noroeste de Chengdu deixou mais de 87 mil pessoas mortas ou desaparecidas. Em 2017, um terremoto de 7 graus de magnitude matou mais de 20 pessoas ao norte de Chengdu.

Veja também

Vírus ebola pode ser ativado em sobrevivente anos após a infecção, aponta estudo
SAÚDE

Vírus ebola pode ser ativado em sobrevivente anos após a infecção, aponta estudo

Bolívia rejeita relatório 'tendencioso' de Biden criticando sua luta contra as drogas
Drogas

Bolívia rejeita relatório 'tendencioso' de Biden criticando sua luta contra as drogas