Três turistas europeus são expulsos de Machu Picchu por mostrarem as nádegas

"Não é permitido fazer isso nesses lugares", disse o oficial da prefeitura da cidadela

Machu Picchu, cidadela incaMachu Picchu, cidadela inca - Foto: National Geographic

Três turistas europeus - um alemão, um suíço e um holandês - foram expulsos da cidadela inca de Machu Picchu, no Peru, por tirarem fotos mostrando as nádegas, informou a polícia peruana nesta quarta-feira (14). "Os três turistas abaixaram as calças e tiraram fotos mostrando a bunda", disse o oficial Martín Flores, da prefeitura de Machu Picchu.

"Não é permitido fazer isso nesses lugares", indicou Flores. "De acordo com as normas internas dali, os três turistas foram expulsos do lugar, mas não foram detidos". Trata-se de um alemão de 21 anos, um suíço de 24 anos e um holandês de 26, que foram retirados do local na terça-feira (13) pela polícia e pelo administrador do parque arqueológico, Ronald Quispe.

Leia também:
Índia prende 11 pessoas que transportavam ouro no reto
Peru: o melhor destino gastronômico


As autoridades peruanas consideram uma falta de "lesa cultura" tirar a roupa em Machu Picchu, uma majestosa cidadela inca do século XV onde se adorava o sol e é considerada uma joia do turismo peruano. Ela fica a 74 quilômetros de Cusco, a capital do império Inca, no sudeste do Peru.

Em junho de 2014, o ministério de Cultura reiterou que o turismo nudista era proibido, depois que uma onda de visitantes passaram a se despir para tirar fotos na cidadela.

A centenária cidade de pedra foi construída durante o reinado do Inca Pachacutec em cima de uma montanha e foi declarada patrimônio cultural da Humanidade pela Unesco em 1983. Os colonizadores espanhóis que conquistaram o império Inca nunca souberam de sua existência. A cidadela foi descoberta em 1911 pelo explorador americano Hiram Bingham.

Veja também

Três mortos e vários feridos em ataque com faca na França; uma das vítimas foi degolada
França

Três mortos e vários feridos em ataque com faca na França; uma das vítimas foi degolada

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam
EUA

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam