Trump anuncia endurecimento de sanções contra Irã

O comunicado foi feito nas redes sociais do presidente

TrumpTrump - Foto: Alan Santos/Presidência da República

O presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (18) um endurecimento substancial de suas sanções contra o Irã, após ataques às instalações petrolíferas sauditas que Washington atribui a Teerã.

"Acabei de ordenar ao secretário do Tesouro que reforce substancialmente as sanções contra o Estado iraniano!", escreveu o presidente dos Estados Unidos no Twitter. Desde maio de 2018, após a retirada unilateral de um acordo internacional de 2015 com o objetivo de restringir a indústria nuclear iraniana para fins civis, Trump tenta conter o poder de Teerã na região por meio de uma campanha de "pressão máxima" de sanções econômicas.

Leia também:
Trump não deve participar de cúpula da ONU sobre o clima
Trump diz que há muitas opções para reagir ao ataque na Arábia Saudita
Petrobras diz que monitora preço internacional do petróleo
Petrobras decide segurar repasses aos combustíveis apesar da alta do petróleo


Em uma mensagem enviada a Washington, o Irã negou quarta-feira que tenha tido qualquer envolvimento nos ataques que reduziram pela metade a produção de petróleo saudita e inicialmente elevaram os preços desta commodity. Embora o ataque tenha sido reivindicado pelos rebeldes huthis, os Estados Unidos estão certos de que o Irã está por trás do ataque.

Trump, que disse que queria concordar com Riad e esperar para ter certeza da responsabilidade de Teerã, enviou o secretário de Estado, Mike Pompeo, para Jidá, no oeste do reino saudita. Pompeo se encontrará com o príncipe herdeiro, Mohamed Bin Salman, nesta quarta-feira, para "coordenar os esforços para combater a agressão iraniana na região", segundo o Departamento de Estado americano.

Veja também

Casos de Covid-19 nas Américas aumentaram quase 30% em novembro, alerta Opas
Coronavírus

Casos de Covid-19 nas Américas aumentaram quase 30% em novembro, alerta Opas

Trump evoca abertamente candidatura à Presidência em 2024
EUA

Trump evoca abertamente candidatura à Presidência em 2024