Trump anuncia mobilização de milhares de soldados 'armados' em Washington

O governante deu um ultimato para os governadores e sugeriu que os gestores estaduais usem a Guarda Nacional para frear os protestos

Donald Trump, presidente dos EUADonald Trump, presidente dos EUA - Foto: CHIP SOMODEVILLA/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/A

O presidente americano, Donald Trump, denunciou "atos de terrorismo doméstico" depois que protestos contra a morte de um homem negro desarmado por um policial branco geraram cenas de violência em todo o país.

"Estes não são atos de protestos pacíficos, são atos de terrorismo doméstico", disse Trump, falando na Casa Branca, enquanto do lado de fora bombas de gás lacrimogênio eram atiradas na direção dos manifestantes.

O governante deu um ultimato para os governadores e sugeriu que os gestores estaduais usem a Guarda Nacional para frear os protestos.

"Estou mobilizando todos os recursos federais disponíveis, civis e militares, para parar os tumultos e saques, para acabar com a destruição e com os incêndios criminosos", disse o presidente americano.

Mais informações em instantes.

Veja também

Mais de 100 pessoas são presas na Venezuela por falsificação de documentos
Mundo

Mais de 100 pessoas são presas na Venezuela por falsificação de documentos

Covax e Banco Mundial se unem para levar mais vacinas contra Covid-19 aos países pobres
Coronavírus

Covax e Banco Mundial se unem para levar mais vacinas contra Covid-19 aos países pobres