Trump aprovará polêmicos oleodutos de Keystone e Dakota

O projeto Keystone XL tinha sido bloqueado por Barack Obama, ante a enorme pressão da comunidade ligada à proteção ambiental

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald TrumpO presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump - Foto: Don Emmert/AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aprovará os planos para a construção de dois polêmicos oleodutos, noticiou nesta terça-feira (24) a imprensa local.

Trump deverá aprovar o oleoduto Keystone XL, que transportará petróleo bruto do Canadá para as refinarias americanas, e o igualmente questionado oleoduto que atravessaria o estado de Dakota do Norte, reportaram a rede de TV FOX News e o serviço de notícias Bloomberg.

O projeto Keystone XL tinha sido bloqueado pelo presidente anterior, Barack Obama, ante a enorme pressão da comunidade ligada à proteção ambiental.

O governo do Canadá apoiava a ideia discretamente, embora o próprio primeiro-ministro, Justin Trudeau, tenha decidido se desvincular do projeto.

O oleoduto de Dakota do Norte se tornou o centro de uma forte polêmica.

Grupos indígenas e associações de apoio organizaram uma resistência obstinada ao projeto, com uma intensa mobilização que incluiu celebridades do cinema, até que o governo de Obama decidiu sepultar a ideia.

Milhares de pessoas chegaram a acampar no gelado território aberto de Dakota do Norte, em pleno inverno, para bloquear o projeto.

A tribo Sioux teme que a construção do oleoduto em seu território provoque a poluição das águas e a destruição de áreas que consideram sagradas.

A polícia de Dakota do Norte desalojou os manifestantes, e foram registrados violentos confrontos, que geraram uma onda de indignação em nível nacional.

Cerca de 2.000 veteranos americanos se juntaram aos grupos de resistência nas manifestações.

Veja também

Ex-policial Derek Chauvin é considerado culpado de todas as acusações pela morte de George Floyd
George Floyd

Ex-policial Derek Chauvin é considerado culpado de todas as acusações pela morte de George Floyd

Biden considera 'esmagadoras' as evidências do julgamento da morte de George Floyd
EUA

Biden considera 'esmagadoras' as evidências do julgamento da morte de George Floyd