Trump desqualifica ONU e diz que a mesma virou 'lugar para 'reuniões'

A mensagem foi publicada cinco dias depois da ONU ter aprovado a resolução que condena os assentamentos judeus na Cisjordânia

Debate será na sede da OAB-PE, na próxima quinta (22).Debate será na sede da OAB-PE, na próxima quinta (22). - Foto: Brenda Alcântara

Poucos dias após a aprovação pela Organização das Nações Unidas (ONU) da histórica resolução contra os assentamentos de Israel na Cisjordânia, o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou a instituição, que classificou com um “clube”. As informações são da Agência ANSA.

Em seu Twitter, Trump disse que "as Nações Unidas têm um potencial grande, mas agora é apenas um clube para pessoas se reunirem, conversarem e se divertirem. Triste!" A mensagem foi publicada cinco dias depois da ONU ter aprovado -, por 14 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção - a resolução que condena os assentamentos judeus na Cisjordânia e exige a sua suspensão imediata.

Em um momento inédito, o país liderado no momento pelo democrata Barack Obama, foi o único a se abster na votação na última sexta-feira (23), quando a medida foi aprovada. Os Estados Unidos são os maiores aliados de Israel no Ocidente e, como é membro permanente no Conselho de Segurança da ONU, tem o poder de veto. Este, no entanto, não foi usado pelos EUA na ocasião, como é de costume em resoluções que envolvem o país judeu.

Na própria sexta-feira o futuro presidente norte-americano já havia dito que "em relação à ONU, as coisas serão diferentes depois de 20 de janeiro", quando ele assumirá a Presidência dos EUA.

Veja também

Recorde de casos de Covid na Índia e alerta no Japão a três meses dos Jogos
Coronavírus

Recorde de casos de Covid na Índia e alerta no Japão a três meses dos Jogos

França registra cinco novos casos de trombose sem morte entre vacinados com AstraZeneca
Coronavírus

França registra cinco novos casos de trombose sem morte entre vacinados com AstraZeneca