Trump diz que 'poderia ter demitido todo mundo' em investigação da trama russa

"Eu escolhi não fazer isso", disse Trump no avião presidencial Air Force One.

Presidente dos Estados Unidos, Donald TrumpPresidente dos Estados Unidos, Donald Trump - Foto: Brendan Smialowski/AFP

O presidente americano, Donald Trump, defendeu-se nesta quinta-feira das revelações de que teria tentado destituir o procurador especial que investiga a trama russa, Robert Mueller, afirmando que tinha o direito de demitir todos os envolvidos.

"Eu tinha o poder de acabar com toda essa caça às bruxas se quisesse. Eu poderia ter demitido todo mundo, mesmo Mueller, se quisesse. Eu escolhi não fazer isso", disse Trump no avião presidencial Air Force One.


Conclusão - O procurador-geral dos Estados Unidos, Bill Barr, disse nesta quinta-feira (18) que o relatório do procurador especial Robert Mueller concluiu que não houve "cooperação" entre a equipe de campanha de Donald Trump e os russos nas eleições de 2016.


"O informe do procurador especial afirma que a investigação não estabeleceu que membros da campanha conspiraram, ou estiveram em coordenação com o governo russo em suas atividades de interferência nas eleições", disse Barr em entrevista coletiva.

Veja também

Por margem apertada, Senado dos EUA mantém processo de impeachment de Trump
EUA

Senado mantém processo de impeachment de Trump

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19
Coronavírus

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19