Trump diz que, se eleito, vai reverter atos e concessões de Obama a Cuba

Desde o fim de 2014, a administração Obama adotou medidas para facilitar negócios, relações e viagens de americanos com Cuba

Samy ThiébaultSamy Thiébault - Foto: Facebook/Reprodução

O candidato republicano na corrida à Casa Branca, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (12) que, se eleito, pretende reverter decisões executivas e concessões relacionadas a Cuba adotadas pelo presidente Barack Obama.

"O povo de Cuba batalhou por muito tempo. Vou reverter ordens executivas de Obama e concessões a Cuba até que liberdades sejam restabelecidas", disse Trump.
Uma série de medidas foram adotadas pelo presidente americano desde o início da reaproximação com Cuba, em dezembro de 2014.

No mês passado, o governo americano anunciou o nome do embaixador do país que servirá em Cuba, o primeiro em 55 anos.

Desde o fim de 2014, a administração Obama adotou medidas para facilitar negócios, relações e viagens de americanos com Cuba, como a volta de voos e correio regulares e cruzeiros. O fim do embargo econômico à ilha, no entanto, depende do Congresso.

Veja também

Bolsa se recupera e fecha no maior nível em quatro meses
BOLSA DE VALORES

Bolsa se recupera e fecha no maior nível em quatro meses

Médicos franceses relatam transmissão de coronavírus dentro do útero
Coronavírus

Médicos franceses relatam transmissão de coronavírus dentro do útero