Trump diz que vai processar mulheres que o acusaram de assédio

Dez mulheres acusaram candidato, desde que foi revelado um vídeo no qual ele faz comentários sobre beijar e agarrar mulheres à força

Vereador Ivan Moraes (PSOL)Vereador Ivan Moraes (PSOL) - Foto: Beto Figueiroa/Divulgação

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste sábado (22) que, depois das eleições, vai processar todas as mulheres que o acusaram de assédio sexual e outros comportamentos inadequados.

Ele afirmou que as acusações foram orquestradas pela campanha da sua rival democrata Hillary Clinton. "Todas elas serão processadas quando as eleições terminarem. Não vejo a hora de fazer isso", disse Trump. "Todas essas mulheres mentiram quando apareceram para prejudicar a minha campanha."

Dez mulheres já acusaram Trump de assédio sexual desde que foi revelado um vídeo de 2005 no qual o republicano faz comentários sobre beijar e agarrar mulheres à força.

A ameaça chamou a atenção no evento de campanha do republicano na cidade de Gettysburg, na Pensilvânia, na qual ele divulgou seus planos para seus cem primeiros dias como presidente. Trump prometeu congelar a contratação de servidores federais e acusar formalmente a China de manipular sua moeda.

O candidato também reafirmou sua crença de que as eleições estão sendo "manipuladas contra ele" e insistiu que Hillary não deveria poder ser candidata devido à polêmica sobre o uso pela democrata de um sistema de emails particular quando era secretária de Estado.

Trump também reclamou de que a mídia "corrupta" inventa histórias contra ele.

VOTAÇÃO

Mais de 4,4 milhões de votos já foram registrados, já que muitos Estados permitem a votação antecipada ou pelos correios. Dados da agência Associated Press indicam que Hillary parece estar ganhando força na Carolina do Norte e na Flórida, além de ter vantagem no Arizona e no Colorado.

Já Trump parece estar indo bem em Ohio, Iowa e Geórgia. Mas ele deve ter dificuldades em vencer se não ganhar de Hillary na Flórida e Carolina do Norte.

Veja também

Com vídeo de Netanyahu, MBL critica Bolsonaro: 'No Brasil, o palhaço é o presidente'
Política

Com vídeo de Netanyahu, MBL critica Bolsonaro: 'No Brasil, o palhaço é o presidente'

Robôs de companhia confortam japoneses durante a pandemia
Solidão

Robôs de companhia confortam japoneses durante a pandemia