Trump escolhe novo juiz e Suprema Corte dos EUA fica mais conservadora

Algumas decisões serão aborto, uso de armas pelos cidadãos e a restrição ou ampliação dos direitos das religiões.

Neil Gorsuch, novo juiz da Suprema Corte dos EUANeil Gorsuch, novo juiz da Suprema Corte dos EUA - Foto: Brendan Smialowski / AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, indicou, no final da noite desta terça-feira (31) o juiz Neil Gorsuch para ocupar uma vaga na Suprema Corte do país. Com a escolha, a Suprema Corte dos Estados Unidos ficará com uma formação de maioria conservadora, o que pesará na hora de decidir questões importantes no futuro, como o aborto, o uso de armas pelos cidadãos e a restrição ou ampliação dos direitos das religiões.

O presidente Donald Trump tinha dois "finalistas" para sua indicação ao Supremo Tribunal - e ambos estavam na Casa Branca no momento da escolha: Neil Gorsuch, que é do estado do Colorado, e Thomas Hardiman, juiz da Pensilvânia. Desde cedo, Trump tinha alertado os jornalistas para a importância da escolha. "Estaremos anunciando um juiz do Supremo Tribunal e acho que todo mundo vai ficar impressionado", disse. Neil Gorsuch é visto no meio jurídico americano como um intérprete da leitura fiel da Constituição como uma forma para resolver questões polêmicas.

A indicação de Trump, que precisa ainda ser confirmada pelo Senado, visa a ocupar a vaga deixada pelo juiz Antonin Scalia, que morreu em fevereiro do ano passado. Em 2106, o presidente Obama havia nomeado o juiz Merrick Garland para a vaga, mas os republicanos do Senado, que são maioria na Casa, se recusaram a aprovar sua nomeação. Eles queriam que o resultado das eleições de novembro para presidente dos Estados Unidos determinasse a escolha do novo juiz.

Escolha


Ao escolher o juiz federal de apelações do Colorado, Neil Gorsuch, como seu candidato à Suprema Corte, Donald Trump optou por candidato altamente credenciado no âmbito do Partido Republicano, mas o presidente também está agradando a uma ala do Partido Democrata que vê o novo escolhido como um magistrado que não tem posicionamentos fixos, ou seja, é sensível a argumentos que não sejam tipicamente conservadores.

Gorsuch estava disputado a vaga com outro finalista, Thomas Hardiman, da Pensilvânia, que também é um juiz da corte de apelações federal. Gorsuch, de 49 anos, e Hardiman, de 51, surgiram de uma lista de 21 nomes mais prováveis de Trump. O anúncio de Trump foi transmitido em rede nacional de televisão.

Veja também

Vogue vai publicar nova capa com Kamala Harris após avalanche de críticas
Polêmica

Vogue vai publicar nova capa com Kamala Harris após avalanche de críticas

Joe Biden e Kamala Harris homenageiam 400 mil vítimas da Covid-19 no país
Estados Unidos

Biden e Kamala homenageiam 400 mil vítimas da Covid-19