Trump quer controle mais rígido das armas vinculado à reforma migratória

O pronunciamento aconteceu após dois massacres que deixaram o fim de semana 29 mortos e dezenas feridos no Texas e em Ohio

Donald TrumpDonald Trump - Foto: Brendan Smialowski / AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, propôs nesta segunda-feira (5) que os republicanos e democratas concordem com um controle mais rígido das armas de fogo, ligando esta iniciativa ao seu projeto de reforma da imigração.

"Republicanos e democratas devem se unir e obter verificações sólidas de antecedentes, talvez agregando essa legislação à reforma da imigração desesperadoramente necessária", tuitou Trump pouco antes de se dirigir à nação após dois massacres que deixaram o fim de semana 29 mortos e dezenas feridos no Texas e em Ohio.

Leia também:
EUA: autoridades buscam pistas sobre atentados no Texas e em Ohio
Polícia investiga se manifesto anti-imigração foi escrito por autor de massacre no Texas
Massacre em hipermercado no Texas deixa ao menos 20 mortos

Trump disse no domingo (4), após os ataques, que "o ódio não tem lugar" nos Estados Unidos e apontou as doenças mentais como responsáveis pelos tiroteios. "São pessoas que realmente têm doenças mentais muito, muito graves", disse ele, uma declaração que a polícia não confirmou. "Temos que fazer isso parar. Isso vem acontecendo há anos", acrescentou.

Veja também

EUA: aumento de pedidos semanais de seguro-desemprego
Mundo

EUA: aumento de pedidos semanais de seguro-desemprego

Opas adverte que Covid-19 continuará se propagando mesmo após vacina
Coronavírus

Opas adverte que Covid-19 continuará se propagando mesmo após vacina