Trump suspende entrada de chineses que apresentem "risco" à segurança

Presidente dos Estados Unidos disse que o governo chinês os espionou por anos para roubar segredos industriais

Donald TrumpDonald Trump - Foto: Carlos Barria/POOL/AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (28) que impedirá a entrada de cidadãos chineses que representem um "risco" potencial à segurança norte-americana.

"Durante anos, o governo chinês espionou para roubar nossos segredos industriais. Hoje emitirei um decreto para garantir ainda mais a pesquisa universitária vital de nossa nação e suspender a entrada de certos cidadãos chineses que identificamos como possíveis riscos à segurança ", disse Trump em comunicado.

Leia também:
Trump anuncia fim da relação dos EUA com OMS
Twitter marca mensagem de Trump sobre protestos de Minneapolis por "glorificar a violência"
Trump edita norma para regular redes sociais


A relação entre os países, que já era conflituosa, ficou ainda mais estremecida por conta da pandemia da Covid-19. Trump, em várias oportunidades, acusou publicamente a China de esconder dados sobre o novo coronavírus.

Veja também

América Latina e Caribe superam 40 milhões de casos de Covid-19
Coronavírus

América Latina e Caribe superam 40 milhões de casos de Covid-19

Nasa seleciona SpaceX para missão à lua de Júpiter
ESPAÇO

Nasa seleciona SpaceX para missão à lua de Júpiter