Tsunami na Indonésia deixa 426 mortos, de acordo com balanço

Autoridades dobraram o número oficial de desabrigados, que agora é 40.000, e citam 7.202 feridos, um número muito maior em comparação ao balanço anterior

Voluntária distribui desenhos para criança em abrigo Voluntária distribui desenhos para criança em abrigo  - Foto: Mohd Rasfan / AFP

O tsunami que atingiu a Indonésia no sábado passado deixou 426 mortos, de acordo com um balanço revisado para baixo pelas autoridades. O balanço anterior registrava 430 falecidos. A confusão foi atribuída ao fato de vários distritos contabilizarem as mortes de modo separado. Vinte pessoas permanecem desaparecidas.

As autoridades dobraram o número oficial de desabrigados, que agora é 40.000, e citam 7.202 feridos, um número muito maior em comparação ao balanço anterior de 1.495. O tsunami aconteceu de modo repentino no Estreito de Sunda que separa as ilhas de Sumatra e Java, devastando seu litoral.

De acordo com os cientistas, a catástrofe de sábado foi provocada por uma erupção moderada do Anak Krakatoa, que gerou uma avalanche submarina de parte do vulcão e o deslocamento de grandes massas de água. A Indonésia elevou na quinta-feira o nível de alerta para o vulcão, cuja atividade pode provocar uma nova onda mortal. Quase 1.300 casas foram destruídas pelo tsunami.

Leia também:
Terremoto de 6,1 graus atinge Indonésia, uma semana depois de tsunami
Sob risco de segundo tsunami, Indonésia está em alerta
Chuvas dificultam esforços das equipes de resgate na Indonésia após tsunami


Esta é a terceira catástrofe natural grave registrada na Indonésia nos últimos seis meses, após uma série de terremotos que atingiu a ilha de Lombok em julho e agosto e do tsunami que devastou Palu, na ilha Célebes, em setembro. Esta tragédia deixou 2.200 mortos e milhares de desaparecidos.

A Indonésia fica no Círculo de Fogo do Pacífico, onde se encontram placas tectônicas e que registra grande parte das erupções vulcânicas e terremotos do planeta. O país tem 127 vulcões ativos.

Veja também

Senadores republicanos barram votação de lei que garante acesso ao voto nos EUA
EUA

Senadores republicanos barram votação de lei que garante acesso ao voto nos EUA

Israel alerta para possível nova onda de coronavírus
Covid-19

Israel alerta para possível nova onda de coronavírus