Twitter diz que pode suspender conta de Trump

Com 81,7 milhões de seguidores, a @realDonaldTrump é uma das 10 contas mais populares do Twitter

Donald Trump, presidente dos EUADonald Trump, presidente dos EUA - Foto: Mandel Ngan / AFP

Um alto executivo do Twitter disse nesta quinta-feira que é possível suspender a conta do presidente americano, Donald Trump, se o mesmo continuar publicando mensagens incendiárias, como as relacionadas aos protestos pelo assassinato de George Floyd.

Nick Pickles, diretor de estratégia política pública do Twitter, disse em audiência parlamentar no Reino Unido que a plataforma havia tomado a decisão de submeter os tuítes de Trump ao mesmo procedimento de comprovação aplicado a todas as pessoas públicas verificadas.

Os parlamentares perguntaram a Pickles se isto significava que a conta do presidente americano poderia ser suspensa. "Todas as contas do Twitter estão submetidas às regras do Twitter", respondeu.

Leia também:
Zuckerberg se opõe a Twitter, mas Facebook já excluiu post de Bolsonaro no Brasil
Trump reage ao Twitter e assina decreto que reduz poder de empresas de tecnologia


Com 81,7 milhões de seguidores, a @realDonaldTrump é uma das 10 contas mais populares do Twitter, mas Trump está em conflito com a rede social, da qual faz uso diariamente, já que esta tomou a decisão, no mês passado, de notificar dois de seus tuítes sobre a votação pelos correios.

O episódio seguinte foi na última sexta-feira, quando, por ocasião dos incidentes ocorridos durante os protestos pelo assassinato de George Floyd, Trump tuitou que, "quando começaram os saques, começaram os tiros". Uma mensagem anexada a este tuíte advertia que o mesmo violava "as regras do Twitter sobre glorificar a violência".

Veja também

Viúva do presidente assassinado do Haiti acusa seguranças por crime
Internacional

Viúva do presidente assassinado do Haiti acusa seguranças por crime

Biden afirma que novas restrições serão impostas nos EUA em função da Covid-19
VARIANTE DELTA

Biden afirma que novas restrições serão impostas nos EUA em função da Covid-19