UE vê 'começo do fim' das negociações com Mercosul

'Nunca estivemos tão perto. Agora, o começo do fim está aí', indicou fonte, assinalando que 'ainda resta trabalho em temas prioritários para os europeus, como os automóveis, os serviços marítimos, os laticínios e as indicações geográficas'.

União EuropeiaUnião Europeia - Foto: AFP

A União Europeia (UE) considera que, após quase 20 anos de negociações para um acordo de livre-comércio com o Mercosul, "o começo do fim está aí", indicou uma fonte europeia, na véspera de uma nova rodada de negociações em Montevidéu.

"Nunca estivemos tão perto. Agora, o começo do fim está aí", indicou a fonte, assinalando que "ainda resta trabalho em temas prioritários para os europeus, como os automóveis, os serviços marítimos, os laticínios e as indicações geográficas".

Leia também:
Declarações cruzadas geram dúvida sobre acordo entre Mercosul e UE


Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai iniciaram em 1999 as negociações com a UE para fechar o acordo, que, após ficarem em ponto morto entre 2004 e 2010, ganharam impulso com a chegada de Donald Trump à Casa Branca, em 2017.

O objetivo inicial era fechar um acordo político no fim de 2017, mas as negociações emperraram no fim de abril, por não haver um consenso no setor automobilístico, fundamental para a UE, que busca um maior acesso de suas exportações neste setor ao bloco sul-americano.

Outro ponto difícil são as indicações geográficas: os nomes de determinados produtos, como queijos e vinhos, que tanto a UE (com 357 propostas) quanto o Mercosul (cerca de 250 nomes) buscam proteger no outro bloco.

No setor agrícola, chave para o Mercosul, a Comissão Europeia, que negocia em nome dos 28 países, "tem margem" para negociar as cotas para produtos agrícolas-chave para o Mercosul, como o açúcar ou etanol, acrescentou.

Apesar dos "menos de 50" pontos ainda a resolver neste acordo comercial, o mais importante já negociado pela UE, a fonte se mostrou otimista, mas alertou para a conveniência de que ele seja fechado antes de outubro, quando o Brasil realiza eleições presidenciais.

Veja também

Ao menos cinco mortos em incêndio na maior fábrica de vacinas do mundo, na Índia
VÍTIMAS

Ao menos cinco mortos em incêndio na maior fábrica de vacinas do mundo, na Índia

UE discute como reagir a variantes da Covid-19 e acelerar vacinações
PANDEMIA

UE discute como reagir a variantes da Covid-19 e acelerar vacinações