Venezuela: 67,8% querem saída de Maduro

Maduro perderia a consulta com folga, indica a enquete divulgada nesta quarta-feira (28)

Filme "Rogue One"Filme "Rogue One" - Foto: Divulgação

Pelo menos 67,8% dos venezuelanos votariam contra o presidente Nicolás Maduro em um eventual referendo revogatório - de acordo com uma pesquisa realizada pela empresa Venebarómetro.

Maduro perderia a consulta com folga, indica a enquete divulgada nesta quarta-feira (28), para a qual 1.200 pessoas foram entrevistadas entre 26 de agosto e 4 de setembro.

Contra os 67,8% que apoiariam o referendo de seu mandato, apenas 23,5% seriam a favor de sua permanência no poder. Outros 8,8% dos entrevistados não quiseram responder. Em fevereiro de 2015, 59,5% disseram que votariam contra Maduro.

A gestão do presidente foi avaliada de maneira negativa por 76,4% dos entrevistados, e 50,5% avaliam como péssima. Além disso, 90,9% consideraram regular, ruim, ou muito ruim a situação do país. Em novembro de 2015, esse percentual de 73,3%.

De acordo com a sondagem da Venebarómetro, realizada antes do pronunciamento do CNE, 60,7% dos consultados acreditavam que seria possível realizar o referendo em 2016. Ainda segundo a enquete, 54,7% se mostraram dispostos a participar da coleta de quatro milhões de assinaturas necessárias para a convocação do referendo. Já 11,8% disseram que talvez fossem votar.

A margem da pesquisa é de 2,37%, com nível de confiança de 90%.

Veja também

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT
mercosul

Brasil veta plano do Mercosul por incluir expressão 'crimes de ódio' contra pessoas LGBT

Usar máscara poderia evitar 130.000 mortes nos EUA, aponta estudo
Coronavírus

Usar máscara poderia evitar 130.000 mortes nos EUA, aponta estudo