Mundo

Venezuela diz que acordo entre Colômbia e Otan pode representar risco para a paz

O alerta venezuelano vem depois da Colômbia anunciar que a Otan concordou em iniciar conversações preliminares com seu governo

Deputado federal Eduardo da FonteDeputado federal Eduardo da Fonte - Foto: Brizza Cavalcante/Sefot-Secom

A Venezuela alertou na segunda-feira (26) que um possível acordo entre a Colômbia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) poderia representar um risco para a paz na América Latina. "O governo venezuelano se opõe firmemente à tentativa de introduzir fatores externos com capacidade nuclear em nossa região," disse o Ministério das Relações Exteriores venezuelano em um comunicado. As informações são da agência de notícias chinesa Xinhua.

"As ações passadas e recentes da Otan declaram uma política de guerra e violam acordos bilaterais e regionais dos quais a Colômbia faz parte, e através dos quais a América Latina e o Caribe foram declarados uma Zona de Paz," disse o governo de Caracas. Segundo a Venezuela, como membro de blocos regionais, como a União das Nações Sul-Americanas (Unasur) e a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), a Colômbia tem que seguir esses acordos.

O alerta venezuelano vem depois que o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou na sexta-feira que a Otan concordou em iniciar conversações preliminares com seu governo sobre um acordo de cooperação que acabaria por levar à plena adesão. A medida também "afeta os princípios do Movimento dos Países Não-alinhados, que proíbe expressamente que os seus estados-membros façam parte de alianças militares," disse a Venezuela.

Veja também

Contágios da varíola do macaco geram preocupação na Europa
Saúde

Contágios da varíola do macaco geram preocupação na Europa

Dezenas de países se comprometem na ONU a melhorar tratamento de migrantes
Acordo internacional

Dezenas de países se comprometem na ONU a melhorar tratamento de migrantes