Vinte neonazistas são presos em Portugal

Os neonazistas detidos são suspeitos de terem agredido várias pessoas entre novembro de 2013 e setembro de 2015

Roberto Giannetti FonsecaRoberto Giannetti Fonseca - Foto: Arthur Mota/Folha PE

A Polícia Judiciária de Portugal cumpriu nesta terça-feira (8) vinte mandados de prisão de neonazistas, sob acusação de tentativa de homicídio, roubo e crimes de discriminação racial, anunciou o Ministério Público de Lisboa. As pessoas detidas fazem parte da seção portuguesa do "Hammerskin Nation, grupo de skinheads neonazistas violentos constituído em Dallas, no Texas, antes de se estender ao Canadá, Austrália e Nova Zelândia", explicou em um comunicado o MP.

"Ao exaltar a superioridade da raça branca, pretendendo em Portugal expulsar ou impedir a entrada no país de todas as minorias étnicas", completou. Os neonazistas detidos são suspeitos de terem agredido várias pessoas entre novembro de 2013 e setembro de 2015, além de tentativa de homicídio e assalto.

Veja também

A 9 dias da eleição nos EUA, número de votos antecipados em 2020 ultrapassa os de 2016
EUA

A 9 dias da eleição nos EUA, número de votos antecipados em 2020 ultrapassa os de 2016

Festa nas ruas do Chile após aprovação de nova Constituição em plebiscito
América Latina

Festa nas ruas do Chile após aprovação de nova Constituição em plebiscito