Vítimas do furacão vivem em condições desumanas

São cerca de três mil vítimas do furacão, refugiadas no colégio de Nord Alexis, sem alimentos, sem acesso a serviços de saúde, sem água potável, sem instalações higiênicas e sanitárias apropriadas

Carlos Siqueira discursa no Congresso do PSBCarlos Siqueira discursa no Congresso do PSB - Foto: divulgação/PSB

 

Os haitianos afetados pelo furacão Matthew vivem ainda em condições “desumanas” em abrigos temporários, três semanas depois da passagem da tempestade.

 São cerca de três mil vítimas do furacão, refugiadas no colégio de Nord Alexis, na cidade de Jeremie, sem alimentos, sem acesso a serviços de saúde, sem água potável, sem instalações higiênicas e sanitárias apropriadas”, disse o especialista Gustavo Gallon. O furacão Matthew deixou 546 mortos e mais de 175 mil pessoas desabrigadas.

 

Veja também

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam
EUA

Após morte de George Floyd, capas de revistas com negros disparam

Pandemia implode sistema de testes, e Alemanha e França reimpõem bloqueios
Coronavírus

Pandemia implode sistema de testes, e Alemanha e França reimpõem bloqueios