Vulcão nas Filipinas: milhares de pessoas são retiradas do local

O vulcão, de cerca de 300 metros de altura, fica em uma ilha no meio do lago Taal, a cerca de 60 km ao sul da capital Manila

Autoridades estão instruindo as pessoas, em um raio de 14 km do vulcão, a deixar o localAutoridades estão instruindo as pessoas, em um raio de 14 km do vulcão, a deixar o local - Foto: Ted Aljibe / AFP

Milhares de pessoas tiveram que ser retiradas da Ilha de Luzon, nas Filipinas, por causa de um vulcão que entrou em erupção nesse domingo (12).

O Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia informou que a atividade começou por volta das 13h, nas proximidades de uma cratera do vulcão Taal. A erupção, que acredita-se ter sido provocada por vapor, levantou fumaça e cinzas a uma altura de até 15 quilômetros (km).

Leia também:
Vulcão provoca retirada de milhares e atrasa voos nas Filipinas
Sobe para 28 o número de mortos durante tufão nas Filipinas
Tufão Phanfone deixa 16 mortos e centenas de turistas presos nas Filipinas


O vulcão, de cerca de 300 metros de altura, fica em uma ilha no meio do lago Taal, a cerca de 60 km ao sul da capital Manila. A região atrai muitos turistas. O instituto elevou o alerta em torno do Taal para 4, o segundo maior em uma escala que vai até 5, alertando que outra erupção perigosa poderia ocorrer no local dentro dos próximos dias.

Autoridades estão instruindo as pessoas, em um raio de 14 km do vulcão, a deixar o local. Elas informam que não receberam relatos de feridos até o momento. As cinzas do vulcão levaram a autoridade aeroportuária do país a suspender todos os voos de e para o Aeroporto Internacional Ninoy Aquino, de Manila.

Veja também

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira
Capitólio

Policiais do Capitólio prendem homem que tentou passar por barreira

EUA realiza última execução do mandato de Trump
EUA

EUA realiza última execução do mandato de Trump