Wall Street bate recordes na expectativa de que Trump corte impostos

Os investidores de Wall Street se entusiasmaram com a declaração de trump em um dia que também foi bom para as praças europeias

Presidente dos EUA, Donald TrumpPresidente dos EUA, Donald Trump - Foto: Nicholas Kamm / AFP

Wall Street subiu na quinta-feira (9) a níveis recordes depois que o presidente americano Donald Trump prometeu divulgar em poucas semanas seu esperado corte de impostos.

Os três principais índices bateram recordes: o industrial Dow Jones subiu 0,59%, a 20.172,40 unidades, o tecnológico Nasdaq subiu 0,58%, a 5.715,18 unidades e o índice S&P 500 teve alta de 0,58%, a 2.307,87 unidades.

A alta aconteceu depois que em uma reunião com executivos do setor aeronáutico Trump disse que em "duas ou três semanas" divulgará uma "fenomenal" reforma tributária que incluirá reduções de impostos.

Os investidores de Wall Street se entusiasmaram com essa declaração em um dia que também foi bom para as praças europeias.

Alguns analistas advertiram que Wall Street movimentou menos volumes que o habitual devido a uma forte tempestade de neve que obrigou vários operadores a ficar em casa.

No mercado de títulos, às 21H20 GMT o rendimento dos bônus do Tesouro a 10 anos subiu 2,397% contra 2,339% de quarta-feira, enquanto bônus a 30 anos subiu de 2,948% para 3,007%.

Veja também

Presidente do México recebe vacina contra Covid-19 em público para convencer céticos
Vacinação

Presidente do México recebe vacina contra Covid-19 em público para convencer céticos

EMA diz que vacina Johnson & Johnson deve incluir coágulos sanguíneos como efeitos colaterais raros
Imunizantes

EMA diz que vacina Johnson & Johnson deve incluir coágulos sanguíneos como efeitos colaterais raros