Washington confirma que Coreia do Norte testou arma

O Pentágono ressaltou que essa ação da Coreia do Norte não teve impacto nas operações militares dos EUA na região

Washington, DCWashington, DC - Foto: Zach Gibson / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AF

O Pentágono confirmou, nesta quinta-feira, que a Coreia do Norte testou uma arma no dia anterior, mas disse que não se tratou de um míssil.

"Houve um teste", afirmou o secretário interino da Defesa, Patrick Shanahan.

A imprensa estatal norte-coreana anunciou que o líder norte-coreano Kim Jong-Un supervisionou os testes de uma nova "arma tática guiada" com "potente ogiva", sem especificar a natureza do armamento.

"Não quero entrar nos detalhes da nossa inteligência, mas quero dizer que não foi um míssil balístico", afirmou Shanahan, entrevistado pela imprensa antes de uma reunião com a ministra da Defesa albanesa, Olta Xhaçka.

Leia também:
Coreia do Norte diz estar aberta a terceiro encontro com EUA
Kim Jong Un é reeleito para presidir a Coreia do Norte 

Quando questionado se o teste foi em terra ou um lançamento, Shanahan foi impreciso. "Podemos dizer que disparar, lançar, testar, são sinônimos", respondeu.

O Pentágono ressaltou que essa ação da Coreia do Norte não teve impacto nas operações militares dos EUA na região.

Este anúncio norte-coreano acontece em um momento em que há dúvidas sobre o processo de desnuclearização de Pyongyang.

Depois do efusivo clima da cúpula de Singapura em junho de 2018, o presidente americano Donald Trump e Kim Jong-Un romperam o vínculo em Hanói, em fevereiro, por causa de um desentendimento: o norte-coreano exigiu um levantamento das sanções econômicas considerado importante demais pelo americano, em troca de uma desnuclearização que começou a ser considerada tímida demais por Washington.

Quase três meses depois, a situação está em um beco sem saída.

Veja também

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental
Diplomacia

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários
Conflito

Israel realiza novos bombardeios na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários