Auxílio

Na busca por atendimento, população enfrenta longas filas na Central do CadÚnico no Recife

Com capacidade de atendimento diário de cerca de 300 pessoas, muitas pessoas voltam para casa sem assistência

Grande movimentação na Central de Atendimento do Cadastro ÚnicoGrande movimentação na Central de Atendimento do Cadastro Único - Foto: Melissa Fernandes /Folha de Pernambuco

Moradores do Recife que precisam dos serviços da Central de Atendimento do Cadastro Único, localizada no bairro de Santo Antônio, na área central do Recife, têm enfrentado longas filas nos últimos dias. 

Na manhã desta terça-feira (5), a reportagem da Folha de Pernambuco esteve no local e encontrou, além de grande movimentação, muita frustação por parte daqueles que não conseguiram assistência e precisaram voltar para casa sem respostas.

Com capacidade de atendimento diário de cerca de 300 pessoas, o espaço, que funciona de segunda a sexta, das 7h às 15h, não tem conseguido suportar a alta procura por cadastro e atualização do Auxílio Brasil, e a busca por informações sobre o benefício de R$ 2.500, oferecido pela Prefeitura do Recife e Governo do Estado, destinado às vitimas das fortes chuvas

A idosa Rosa Maria da Conceição chegou cedo à Central, por volta das 4h, para tentar cadastrar o filho no Auxílio Brasil, mas não conseguiu atendimento.

"Meu filho mora numa casa próxima a uma barreira que caiu. Ele teve que sair de lá. Viemos aqui para ver se ele consegue algum auxílio, mas informaram que não tem mais ficha. Vamos ter que voltar amanhã", lamentou Rosa Maria.

Severino Joaquim de Santana Melo, de 56 anos, está desempregado e, há mais de 10 meses, tenta ser aprovado no Auxílio Brasil. Nesta manhã, ele esteve na Central do CadÚnico do Recife para tentar, mais uma vez, se inscrever no benefício, e encontrou grandes filas.

"Eu estive aqui ontem, mas não consegui. Voltei hoje para tentar de novo. Tá um tumulto muito grande. Tem gente que chega às 22h do dia anterior", afirmou, enquanto aguardava uma ficha.
 

Severino Joaquim na fila para atendimento na Central do Cadúnico. Foto: Milissa Fernandes/Folha de Pernambuco

Por meio de nota, a Prefeitura do Recife informou que a Central do Cadastro Único realiza cerca de 300 atendimentos por demanda espontânea, e que, diante da busca por regularização dos cadastros junto ao Governo Federal, uma das exigências para receber o Auxílio Municipal e Estadual (AME), - destinado às vítimas das fortes chuvas em Pernambuco - estendeu os atendimentos para os sábados neste mês de julho, exceto no dia 16, feriado de Nossa Senhora do Carmo.

A gestão da cidade disse também que, além da Central, há 14 Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) em funcionamento na cidade, que promovem atendimentos referentes ao CadÚnico e ao Auxílio Brasil. Para ter acesso aos serviços nesses espaços, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, é necessário realizar agendamento no aplicativo ou site do Conecta Recife

"A gestão municipal analisa novas formas de ampliar o atendimento à população e promoveu, no dia de hoje (5), a nomeação de mais 90 profissionais para integrar os quadros da Assistência Social da cidade", informou a prefeitura.

Nos casos de atendimentos referentes ao Auxílio Municipal e Estadual (AME), a gestão informou que presta orientação à população, de segunda a sexta, das 8h às 17h , pelo telefone 0800.2810313 ou pelo whatsapp (81) 9 9117.1407.

Confira a nota da Prefeitura do Recife na íntegra:

"A Prefeitura do Recife orienta a população que criou mais um novo canal de comunicação para quem deseja tirar dúvidas sobre o Auxílio Municipal e Estadual (AME), apoio financeiro destinado às famílias afetadas pelas chuvas que atingiram o município. Os munícipes podem tirar suas dúvidas através  do 0800.2810313, de segunda a sexta, das 8h às 17h. Outra opção para tirar dúvidas antes de deslocamentos é o whatsapp oficial da Prefeitura, através do (81) 9 9117.1407.

A Prefeitura  informa que a Central do Cadastro Único, que fica na Rua do Imperador, funciona das 7h às 15h e realiza em média 300 atendimentos por dia, sem agendamento prévio. As pessoas são atendidas por demanda espontânea e a Central também está abrindo as portas para a população durante todos os sábados de julho (à exceção do feriado do dia 16), entre 8h e 15h. A medida visa promover a regularização dos cadastros junto ao Governo Federal, uma das exigências para receber o Auxílio Municipal e Estadual (AME), apoio financeiro destinado às famílias afetadas pelas chuvas que atingiram o município.

Além do atendimento aos sábados, a Secretaria de Assistência Social também tem realizado mutirões direcionados às pessoas cadastradas para receber o AME e que precisam regularizar o registro do Cad Único em unidades do Compaz e estuda a ampliação desse atendimento em outros espaços. Estas pessoas estão sendo acionadas mediante mensagens de whatsapp com as orientações para comparecer aos locais de atendimento.

A Prefeitura lembra ainda que há 14 unidades de Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) em funcionamento na cidade, que promovem atendimento de segunda a sexta-feira,  das 8h às 16h, mediante agendamento pelo Conecta Recife. Por fim, a gestão municipal analisa novas formas de ampliar o atendimento à população e promoveu, no dia de hoje (5), a nomeação de mais 90 profissionais para integrar os quadros da Assistência Social da cidade."

Veja também

Alimentos úmidos: mais hidratação e nutrição na dieta de um pet
Folha Pet

Alimentos úmidos, como sachês e patês, fornecem mais hidratação e nutrição

Rússia quer conectar usina de Zaporizhzhia à Crimeia, diz operador ucraniano
Guerra

Rússia quer conectar usina de Zaporizhzhia à Crimeia, diz operador ucraniano