Nadal rebate Djokovic e diz que todos deverão tomar vacina se for exigido

Espanhol avisou ao tenista sérvio que "ele terá que ser vacinado se quiser continuar jogando tênis no mais alto nível"

Tenistas Nadal (esq) e Djokovic (dir)Tenistas Nadal (esq) e Djokovic (dir) - Foto: KENZO TRIBOUILLARD/AFP

O espanhol Rafael Nadal disse, em entrevista ao jornal La Voz, que o sérvio Novak Djokovic precisará ser vacinado para continuar jogando se as organizações de tênis tornarem obrigatória a imunização contra o novo coronavírus assim que ela estiver disponível.

A declaração ocorre em resposta ao companheiro de circuito, que recentemente disse ser contrário a tomar a vacina contra o novo coronavírus quando ela for desenvolvida, mesmo que se tornasse obrigatória para viajar. Mais tarde, ele disse que estava aberto a mudar de ideia.

Leia também:

Nadal tem impressão de estar 'perdendo um ano de nossas vidas'

Djokovic se junta a Federer e Nadal com doação milionária  

Já Nadal disse que Djokovic e todos os jogadores terão que seguir as regras quando o tênis voltar à ação. O circuito está parado desde março por causa da pandemia.

Nadal disse que ninguém pode ser forçado a tomar a vacina e que todos devem estar livres para fazerem suas escolhas, mas todos os jogadores terão que cumprir as regras se os oficiais de tênis exigirem "vacinação para viajar" e "proteger" todos na turnê.

Nadal afirmou que "Djokovic terá que ser vacinado se quiser continuar jogando tênis no mais alto nível".

Para ele, "se a ATP ou a Federação Internacional de Tênis nos obriga a tomar a vacina para jogar tênis, então teremos que fazer."

Ainda não há vacinação para o novo coronavírus. Recentemente o presidente dos
Estados Unidos, Donald Trump, disse que confia que ainda neste ano uma versão seja disponibilizada. Outros países são mais céticos e acreditam que ela irá demorar mais de um ano a ser desenvolvida.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Regulador europeu autoriza tratamento contra artrite para casos graves da Covid-19Tocilizumabe

Regulador europeu autoriza tratamento contra artrite para casos graves da Covid-19

Impacto da pandemia na educação será mais grave do que o esperado, apontam ONU e Banco MundialCoronavírus

Impacto da pandemia na educação será mais grave do que o esperado, apontam ONU e Banco Mundial