Namorado mentiu em depoimento sobre desaparecimento de jovem, diz irmão

Em novo esclarecimento à polícia, ele contou outra versão da história

Alana Sá BarretoAlana Sá Barreto - Foto: divulgação

O namorado de Alana Sá Barreto, de 17 anos, desaparecida desde o último domingo (19), mentiu sobre o caso em depoimento à polícia do Rio de Janeiro. De acordo com o irmão da adolescente, Samuel Barreto Júnior, em um primeiro momento, o rapaz de 20 anos contou que não sabia que Alana viajou sem avisar ninguém e alegou que ela fugiu dele. Depois, entrou em contato com a família e revelou que mentiu em seu depoimento. Ouvido novamente, disse que sabia da fuga e também que ajudou a jovem fugir na última segunda-feira (20).

As investigações estão desde a última quarta-feira (21) sob responsabilidade do setor de inteligência da Polícia Civil do Rio de Janeiro e em sigilo. O irmão de Alana afirma que a família não tem nenhuma informação sobre a jovem desde segunda.

Leia também:
Adolescente de 17 anos desaparece no Recife e família pede ajuda
Jovem desaparecida embarcou para o Rio de Janeiro, diz irmão
Adolescente desaparecida teria ido ao RJ encontrar namorado e seguir carreira musical


"Ele falou novamente com a polícia e disse que sabia que ela tinha fugido, a ajudou a sair do Recife para o Rio de Janeiro e a fugir na segunda-feira, que foi a última vez que tivemos alguma informação sobre ela, mas não sabe para onde e nem com quem", completou o irmão.

A polícia pediu para a família não entrar mais em contato com o namorado. "Ele está colaborando em partes. Mentiu e a gente acredita que ainda esteja mentindo em alguns pontos. Está colaborando no que ele acha que deve colaborar", finalizou Samuel.

Veja também

Sob protestos, ministro Salles, do Meio Ambiente, acaba com proteção a restingas e manguezais
Brasil

Sob protestos, ministro Salles, do Meio Ambiente, acaba com proteção a restingas e manguezais

Pernambuco lança campanha de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa
idosos

Pernambuco lança campanha de enfrentamento à violência contra a pessoa idosa