Naná Vasconcelos é homenageado com boneco gigante

Alegoria foi confeccionada pelo artesão Mestre Camarão e apresentada ao público na tarde desta quarta-feira (25), em evento na UFRPE

Boneco de Naná VasconcelosBoneco de Naná Vasconcelos - Foto: Gustavo Glória / Folha de Pernambuco

Um boneco gigante do falecido percussionista Naná Vasconcelos foi apresentado ao público na tarde desta quarta-feira (25), em evento realizado na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). A alegoria foi confeccionada por Mestre Camarão, artesão que faz parte da Casa dos Bonecos Gigantes e Mirins de Olinda, e levou vinte dias para ficar pronta.

Apesar do trabalho, o artista comemora a oportunidade de ter feito o boneco. "Homenagear Naná era um plano antigo, e agora finalmente tivemos a chance. O trabalho dele é uma referência na cultura brasileira", destaca Camarão. Nas roupas do boneco, uma preocupação em reproduzir exatamente o que Naná usava.

A UFRPE foi escolhida para ser palco da primeira aparição do boneco pois foi lá que, em 2015, Naná recebeu o título de Doutor Honoris Causa, maior comenda de reconhecimento concedida pela instituição de ensino superior. Patrícia Vasconcelos, esposa do percussionista que vive nos Estados Unidos, não escondeu a felicidade ao saber da homenagem. "Este ato carrega uma simbologia muito forte, principalmente vindo na Universidade Federal Rural pois eles sempre honraram o trabalho de Naná, como a abertura da Escola de Música Naná Vasconcelos, em 2016". A escola busca promover o acesso de crianças e adolescentes do entorno da universidade ao mundo da música.

Agora a peça seguirá para o Rio de Janeiro, onde participa do Casa Bloco, um encontro de carnavais de rua do Brasil. Em seguida volta para Pernambuco para ser exposta na Casa dos Bonecos Gigantes e Mirins de Olinda, situada no Alto da Sé. "Que o boneco leve alegria por onde passar e que as pessoas jamais se esqueçam do trabalho de Naná", finaliza Patrícia.

Leia também
Berimbau da escultura de Naná Vasconcelos é roubado
Viúva de Naná se diz triste com possibilidade de Maracatu não abrir Carnaval
Sem regente, nações de maracatu vão homenagear Naná Vasconcelos na abertura da folia no Recife

Veja também

Em meio à pandemia, imagem de santa dá boas-vindas ao féis na entrada da Basílica do Carmo
padroeira do recife

Em meio à pandemia, imagem de santa dá boas-vindas ao féis na entrada da Basílica do Carmo

PCR contrata 50 novos agentes de saúde ambiental para controle do Aedes aegypti
Saúde

PCR contrata 50 agentes de saúde ambiental para controle do Aedes aegypti