Não podemos achar que a violência seja algo normal, diz dom Saburido

Arquidiocese recebeu Conselho Episcopal Regional Nordeste 2, da CNBB, para a abertura da Campanha da Fraternidade (CF) 2018, em nível regional

Reunião de Saburido com bispos regionaisReunião de Saburido com bispos regionais - Foto: Anderson Stevens / Folha de Pernambuco

O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, recebeu na noite desta sexta-feira (16), os 21 bispos que compõem o Conselho Episcopal Regional Nordeste 2, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), para a abertura da Campanha da Fraternidade (CF) 2018, em nível regional.

Leia também:
[Fotos] Campanha da Fraternidade pede superação da violência
Ao lançar Campanha da Fraternidade 2018, CNBB diz que corrupção é violência


Com o tema “Fraternidade e Superação de Violência", a abertura da CF é realizada no auditório João Paulo II do Colégio Salesiano, no bairro da Boa Vista, com momentos de oração e acolhida, além da apresentação cultural do Movimento Pró-Criança. Há ainda um painel sobre a superação da violência, ministrada pelo sociólogo Tales Castro, e o detalhamento dos objetivos da campanha.

“A campanha deste ano tem como objetivo falar da superação da violência. Queremos conscientizar não apenas os cristãos católicos, mas os cristãos de outras religiões, homens e mulheres que atuem como construtores da paz", afirmou dom Paulo Jackson, bispo referencial da Campanha da Fraternidade.

A deputada estadual Terezinha Nunes, presente no encontro, ressaltou o papel da Igreja Católica em promover a reflexão sobre a violência. "Essa é uma questão nacional. Hoje tivemos o presidente Michel Temer autorizando intervenção no Rio de Janeiro. A Igreja nunca acertou tanto ao propor esse tema para a Campanha da Fraternidade e ela tem capilaridade para promover discussões e estimular soluções", comentou a parlamentar.

Dentre as diretrizes apresentadas, dom Fernando Saburido destacou a participação dos fiéis para a superação da violência que trata da questão racial, da população mais carente, de gênero e outros aspectos. "Estamos hoje reunidos com dioceses de quatro estados: Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba. Não podemos achar que a violência seja algo normal, por isso convocamos os fiéis a darem sugestões, participarem do debate sobre o assunto para criarmos juntos a cultura de paz", enfatiza dom Fernando.

O jovem Faraoo de Souza Filho, de 12 anos, acredita que essa abordagem da Igreja é importante para mostrar o impacto negativo da criminalidade na vida das pessoas. 
"Fui acolhido há um ano e meio pelo Movimento Pró-Criança e isso, com certeza, ajudou a não ser mais uma vítima desse cenário. Minha vida tem sido focada nos estudos e no trabalho com a orquestra e maracatu. É importante falarmos sobre o quanto a violência é ruim para todos" relatou o estudante.

Posse
Toma posse neste sábado (17), às 8h, na igreja São José dos Manguinhos, no bairro das Graças, o novo vigário geral da Arquidiocese, padre Luciano José Rodrigues Brito – foi nomeado pelo arcebispo nesta sexta. Ele, que não deixará a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, em Boa Viagem, tem como missão a partir de agora de auxiliar o arcebispo tanto nas questões administrativas como também na vida pastoral da Igreja da Arquidiocese.

O nome do padre Luciano foi aprovado em conselho episcopal para, ao lado do outro vigário geral da Arquidiocese, monsenhor Lino Duarte, agir na pessoa do arcebispo em assuntos delegados por ele, como na assinatura de documentos, na administração do sacramento da Crisma ou o representando.

Veja também

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h
CORONAVÍRUS

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão em Jaboatão dos Guararapes, na RMR
Jaboatão

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão