Natália Gaudio fatura bronze no individual geral da ginástica rítmica

Ginasta brasileira sobe um degrau no pódio dos Jogos Pan-Americanos após somar 67.150 pontos nas quatro rotações da disputa

Natália Gaudio fatura bronze no individual geral da ginástica rítmicaNatália Gaudio fatura bronze no individual geral da ginástica rítmica - Foto: Wander Roberto/COB

A brasileira Natália Gaudio, de 26 anos, somou 67.150 pontos nas quatro rotações da ginástica rítmica e conquistou a medalha de bronze no individual geral dos Jogos Pan-Americanos.

A outra brasileira na disputa, Bárbara Domingos, terminou a competição com os mesmos 67.150 pontos, mas ficou na quarta colocação devido ao fato da ter uma média das notas de execução menor do que a obtida por Natália.

Nas duas primeiras rotações da competição, realizadas ainda na sexta-feira (2) com os arcos e as bolas, Bárbara Domingos e Natália Gaudio somavam, respectivamente, 33.400 e 32.800 pontos na disputa, notas que as colocavam na quarta e quinta colocação do individual geral.

Leia também:
Ginástica artística nacional fez sua melhor campanha em Pans
Mais uma dobradinha na ginástica do Brasil no Pan-Americano
Flavia Saraiva conquista medalha de bronze no solo da ginástica

Primeira atleta a se apresentar neste sábado, Bárbara escolheu a canção “Crazy in Love”, de Sophia Karlberg, para sua exibição com as maças. A brasileira teve alguns erros de execução e recebeu uma penalidade de 0,05 em sua nota de 16.450.

Natália apostou no ritmo de Survivor para embalar sua apresentação na terceira rotação. Ela recebeu nota de 17.500, a segunda melhor das maças, e saltou para a quarta posição geral. Bárbara fechou a rotação em sexto.

Bárbara apostou em uma fita colorida para abrir a quarta e última apresentação dela na competição. Com boa performance, a brasileira recebeu nota 17.300, acumulou 67.150 pontos e precisou aguardar que todas as outras 15 atletas competição para saber se conseguiria conquistar um lugar no pódio.

Em sua última performance, Natália recebeu nota de 16.550 e somou os mesmos 67.150 pontos de Bárbara na disputa, que acabou definida pela maior média das notas de execução obtida ao longo da competição.

As brasileiras escalarão na classificação com uma falha da canadense Katherine Uchida, que figurava na terceira colocação e deixou a fita cair no chão na última rotação.



Veja também

Sonda conclui a primeira coleta de amostra em um asteroide feita pela Nasa

Sonda conclui a primeira coleta da Nasa de amostra em asteroide

Ministério da Saúde inicia 15ª missão para atender indígenas com Covid-19
Coronavírus

Ministério da Saúde inicia 15ª missão para atender indígenas com Covid-19