Nathalie Moellhausen fica com a medalha de bronze na esgrima

Há menos de um mês, Nathalie Moellhausen garantiu a primeira medalha do Brasil – um ouro – em um Mundial da modalidade

Nathalie Moellhausen perdeu para a norte-americana Katherine Holmes por 15 a 9 nas semifinaisNathalie Moellhausen perdeu para a norte-americana Katherine Holmes por 15 a 9 nas semifinais - Foto: Wander Roberto/COB

A esgrimista Nathalie Moellhausen perdeu para a norte-americana Katherine Holmes por 15 a 9 nas semifinais da categoria espada feminina nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019 e está fora da final. Como não há disputa pelo terceiro lugar, a ítalo-brasileira ficou com a medalha de bronze na modalidade.

“Eu já perdi contra essa adversária no Pan de Toronto 2015. É uma adversária que ainda não encontrei uma solução para ela. Só no fim do combate eu entendi o que era para fazer. Sabia que era um combate complicado para mim”, avaliou ela ao R7 após a derrota.

Leia também:
Paulo André é prata na final dos 100 metros rasos em Lima
Vitória Rosa garante o bronze para o Brasil nos 100m
Hipismo: Brasil conquista ouro no salto por equipes
Seleção feminina de vôlei estreia com vitória por 3x0


O duelo entre a ítalo-brasileira e Holmes começou com ampla vantagem da americana, que cedo abriu 7 a 2 e administrou a superioridade no placar para conquistar a vitória e a vaga na final.

Na decisão, Holmes enfrentará a venezuelana Patrizia Piovesan, que bateu a argentina Isabel Di Tella na outra chave das semifinais.

Já Nathalie, embora feche a participação na categoria, ainda disputará a espada por equipes, que tem início no próximo sábado (10).

Medalha no Pan foi mais uma conquista pelo Brasil

Há menos de um mês, Nathalie Moellhausen garantiu a primeira medalha do Brasil – um ouro – em um Mundial da modalidade ao vencer a chinesa Sheng Lin, por 13 a 12, na final da categoria espada feminina na competição em Budapeste, na Hungria.

Além disso, a atleta nascida em Milão já faturou duas medalhas de bronze em Jogos Pan-Americanos, ambas (individual e por equipes) garantidas no Pan de Toronto, há quatro anos.

Já pela Itália ela conquistou três medalhas em Mundiais: foram um ouro (por equipe, em Antália 2009) e dois bronzes (individual, em Paris 2010, e por equipes, em Catania 2011).

Veja também

Carrefour terá que punir funcionário que praticar racismo, decide Justiça
Racismo

Carrefour terá que punir funcionário que praticar racismo, decide Justiça

Novos casos de HIV superaram 20% na América Latina na última década, diz OPAS
HIV

Novos casos de HIV superaram 20% na América Latina na última década, diz OPAS