Náutico embala sequência que há muito tempo não se via

Com cinco vitórias seguidas na Série B, Timbu não engata série tão longa desde 2013, na disputa do Estadual

Asako I & IIAsako I & II - Foto: Zeta Filmes/Divulgação

Na 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico figurava na 12ª colocação, com 33 pontos. Tinha cinco a menos que o Ceará, até então quarto colocado e primeiro integrante do G4. O técnico Givanildo Oliveira havia acabado de chegar e, nos dois primeiros jogos, ficou no empate sem gols diante de Bahia e Joinville. Para voltar a sonhar com o acesso, os alvirrubros sabiam que era preciso engatar uma série de vitórias. E ela veio no momento certo. Nas últimas cinco rodadas, o Timbu manteve os 100% de aproveitamento, pulando para a terceira posição, com 48 pontos. Uma sequência que não acontecia há muito tempo.

O torcedor do Náutico tem que forçar bem a memória para se recordar qual foi a última vez que o time conseguiu vencer por cinco vezes consecutivas. Para quem não se lembra, tal feito ocorreu na primeira fase do Campeonato Pernambucano de 2013. A equipe engatou cinco triunfos seguidos, da 3ª à 7ª rodada. O Náutico derrotou Ypiranga, Pesqueira, Central, Serra Talhada e Petrolina. Foi batido no jogo seguinte, por 1x0, pela Patativa.

Em torneios nacionais, porém, o Náutico não conseguia essa sequência desde 2007. Na Série A daquele ano, o Timbu lutava contra o rebaixamento e só não caiu por conta da sequência que teve entre a 24ª e a 28ª rodada. Primeiro, os alvirrubros venceram o Paraná, fora de casa, por 4x2. Depois, tiveram mais quatro triunfos consecutivos perante Botafogo, Goiás, Sport e Atlético/PR. Por pouco esse número não foi maior. Contra o Palmeiras, no confronto posterior ao do Furacão, a equipe chegou a abrir o placar, mas tomou a virada e perdeu por 2x1, no antigo Parque Antártica.

Na atual edição da Série B, a maior sequência de vitórias do Náutico havia acontecido logo no início da competição. O clube, ainda comandado pelo técnico Alexandre Gallo, venceu três jogos seguidos contra Joinville, Paysandu e Paraná, da 6ª à 8ª rodada, respectivamente. De acordo com o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Náutico tem 48% de chance de conseguir o acesso à Série A. Ainda segundo as estatísticas, a equipe precisaria terminar a temporada com 63 pontos para ter mais de 95% de possibilidade de subir de divisão. Embora a fase seja boa, os alvirrubros continuam com o discurso cauteloso.

"Excesso de confiança não existe e ninguém aqui acha que está tudo ganho. Temos que trabalhar sabendo que foi difícil chegar ao G4 e conseguir essa sequência de vitórias. Mas o momento é de pensar jogo a jogo, sem ver quem está na frente ou atrás. Só vamos nos manter nesse grupo com muito trabalho", apontou Marco Antônio. O Timbu volta aos gramados no sábado, contra o Ceará, na Arena Pernambuco, pela 31ª rodada da competição.

Veja também

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte
internacional

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19
boletim

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19